O pop-punk voltou: como TikTok, união com rap e Olivia Rodrigo levaram guitarras ao topo de novo
07/06/2021 06:04 em Novidades

Por G1

Guitarras apitam no topo das paradas e pegam muita gente de surpresa. "Good 4 u", de Olivia Rodrigo, música mais tocada em streaming no mundo há algumas semanas, é o grito mais alto de um fenômeno inesperado: o punk-pop voltou.

O podcast G1 Ouviu conta como o estilo de baixo, guitarra, bateria e refrão chiclete renasceu com ajuda do TikTok, da união com o rap e do fenômeno Olivia Rodrigo. De bônus, Lucas Silveira, líder da Fresno, dá uma visão da geração 2000 sobre a turma 2021. Ouça acima.

Olivia Rodrigo colocou o pop-punk 'Good 4 u' no 1º lugar das paradas globais — Foto: Divulgação

Olivia Rodrigo colocou o pop-punk 'Good 4 u' no 1º lugar das paradas globais — Foto: Divulgação

O termo pop-punk carrega uma contradição interna: o pop bonzinho junto do punk revoltado. A origem está nos anos 70, ainda no início do punk, quando bandas como Buzzcocks levavam aquela raiva para um lado mais romântico e adolescente. Por baixo do som áspero tinha uma canção redondinha.

Mas o termo ficou bem importante e virou fenômeno comercial nos anos 90. Depois do grunge, no mundo pós-Nirvana, o que todo mundo queria era esse som com alma alternativa e tino popular. O pop-punk do Offspring e do Green Day era perfeito para isso.

Foi só o começo de uma era de ouro que durou 15 anos. Em 1999, veio a explosão do Blink-182. Era um pop-punk moleque que tinha na bateria um cara chamado Travis Barker. Ele viria a ser fundamental na geração 2021.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!