Em 2015, contribuintes de MS pagaram R$ 178 mi em bandeiras tarifárias
31/01/2016 09:10 em Estado

Contribuintes de Mato Grosso do Sul pagaram mais de R$ 178 milhões em bandeiras tarifárias de janeiro a novembro de 2015. Conforme a Aneel (Agência Nacional e Energia Elétrica), a bandeira que predominou em todos os meses, foi a vermelha, que adiciona maior cobrança na conta de energia. Em vigor desde janeiro de 2014, as bandeiras em cores de alerta, verde, amarela e vermelha, indica se a energia custará mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade.

Em fevereiro do ano passado, a Aneel aprovou o reajuste os valores das bandeiras tarifárias devido aos níveis dos reservatórios das usinas hidrelétricas estarem baixos e os consumidores começaram a pagar mais caro pela energia em março.

Em maio, o consumo também foi alto e os consumidores pagaram mais de R$ 19 milhões de bandeira vermelha. O último balanço da Aneel é de novembro, com pagamento de R$ 17 milhões para a Energisa.

A Energisa, recebeu em março de 2015 mais de R$ 15 milhões com a bandeira vermelha. Abril foi o mês do ano com mais consumo, gerando um custo de mais de R$ 21 milhões para a empresa.

Redução - A Aneel aprovou na semana passada, a redução nas bandeiras tarifárias amarela e vermelha. A partir de fevereiro, o valor da bandeira amarela vai cair de R$ 2,50 para R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos, redução de 40%.

Já a bandeira vermelha terá um patamar intermediário, mais barato, de R$ 3,50 para cada 100 kWh. O patamar mais caro foi mantido em R$ 4,50 para cada 100 kWh.

A Aneel divulga na próxima sexta-feira (29) qual será a bandeira tarifária que vai incidir sobre as contas de luz de fevereiro. 

COMENTÁRIOS