Em nota, SES justifica exclusão do Estado de relatório do Ministério da Saúde
24/01/2016 21:55 em Brasil

Em nota, assessoria de imprensa da SES (Secretaria de Estado de Saúde) informou que a SES todos os dados coletados sobre o combate ao Aedes aegypti estão disponíveis para o Ministério da Saúde. "A SES reforça que todos os dados coletados pelo sistema utilizado na Sala de Situação estão disponíveis ao Ministério da Saúde. Devido a alteração de relatório à pedido do Ministério, a SES/MS está readequando as informações ao modelo exigido para o envio imediato", diz a nota.

O mosquito Aedes Aegypti é o transmissor de doenças graves como Dengue, chikungunya e zika vírus. Na sexta-feira (22), o Ministério da Saúde divulgou o primeiro balanço que reúne os dados do trabalho desenvolvido pelos agentes de controle de vetores, em todo o País. Os dados foram coletados em 2.548 municípios brasileiros (45% do total), de 19 unidades da federação.

Mato Grosso do Sul e outros setes estados - Amazonas, Roraima, Alagoas, Espírito Santo, Paraná e Rio Grande do Sul - não enviaram as informações sobre o trabalho desenvolvido nas vistorias.

No entanto, a SES garante que os dados estão disponíveis. "A Secretaria de Estado de Saúde reitera o seu compromisso no enfrentamento e mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti, através da eficiência nos trabalho de visitas domiciliares", diz, ainda, a nota.

"Para isso, hoje (24) está sendo aplicado pelas equipes de endemias dos municípios um novo sistema, utilizado através de tablets e smartphones para dinamizar o registro das visitas e a detecção de focos dos mosquitos", explicou o texto.

COMENTÁRIOS