Casado, pastor acusado de estupro mantinha caso com garota há 90 dias
07/12/2015 - 11h19 em Novidades

O pastor de 46 anos acusado de estupro é casado e mantinha relacionamento com a adolescente de 13 anos há pelo menos três meses, segundo o delegado da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e Adolescente), Paulo Sérgio de Souza Lauretto. A polícia não informou o nome do suspeito. O caso foi descoberto no dia 25 do mês passado, quando a mãe da adolescente, contou que foi à escola e descobriu que a menina havia matado aula. Desconfiada, a mulher esperou a garota chegar em casa e passou a questioná-la. A menina, então, abriu o jogo dizendo que tinha passado à tarde em um motel com o pastor.

A mãe procurou a polícia, que no mesmo dia foi à casa do pastor, mas ele não foi encontrado. O delegado disse, que o pastor ainda não foi intimado, porque ainda espera o laudo, que vai confirmar se houve a relação sexual. “Apesar de não ter o intimidado ainda, fomos informados que o pastor deve se apresentar nos próximos dias na companhia de um advogado”, diz o delegado.

A adolescente e a mãe já foram ouvidas. A menina confirmou e disse que mantem relacionamento com o pastor desde novembro deste ano. O caso é caracterizado como crime, apesar do consentimento da garota.

Manter relação sexual com menor de 14 anos é considerado estrupo de vulnerável. Aparentemente, o suspeito não tem passagem pela polícia e pode responder em liberdade. O pastor, que é casado e tem filhos, é da mesma igreja em que frequenta a família da menina.

COMENTÁRIOS